Vencedores

CATEGORIA LAUNCH

(U$D 55.000)

PROJETO GANADOR: Le Qara
Perú.


CATEGORIA ACCELERATE

(U$D 20.000)

PROJETO GANADOR: Gisens Biotech
Argentina.


CATEGORIA PITCH

(U$D 5.000)

PROJETO GANADOR: Photio
Chile.


Finalistas

CATEGORIA LAUNCH

 

PROJETO: Zilper Trenchless (Venezuela)

Uma startup nascida no MIT, especializada no desenvolvimento de tecnologias e máquinas de construção para a instalação de tubulações hidráulicas, principalmente na América Latina. Sua visão é reduzir significativamente os custos dos projetos de instalação/substituição de dutos através do desenvolvimento de novas tecnologias em uma indústria bastante tradicional.

O principal produto é a tecnologia “Assisted Dynamic Boring” (ADB) que permite instalar/substituir tubulações com até 40% de redução nos custos dos projetos, minimizando também os transtornos no trânsito e o impacto no meio ambiente.  O primeiro protótipo foi testado com sucesso em um projeto real, onde foi possível instalar 13 vezes mais tubulações do que a concorrência por um terço do custo. Esses resultados permitiram obter diferentes reconhecimentos internacionais e geraram a primeira venda de protótipo comercial para uso na instalação de 400 metros de dutos.

 

PROJETO: Ecofuels (Chile)

Ele foca na implementação de uma nova tecnologia desenvolvida pelo mesmo empreendimento, que permite tratar todos os resíduos plásticos e misturas que atualmente não podem ser reciclados com métodos convencionais para gerar combustíveis líquidos. Este processo contribui de maneira disruptiva com os efeitos nocivos produto do acúmulo de resíduos em aterros e no mar, bem como na sociedade, que geram energia e afetam o meio ambiente. No momento, ele está em fase de embalagem tecnológica para o desenvolvimento de equipamentos de geração de combustível a serem estabelecidos em diferentes pontos. Os principais clientes são empresas de reciclagem, gestores de resíduos e prefeituras.

 

PROJETO: Le Qara (Peru)

Um novo biomaterial semelhante ao couro, único em todo o mundo e eco-amigável, que não provém de animais, produzido por microrganismos baseados em resíduos de plantas e frutas através de um processo biotecnológico. É um processo circular, carente de resíduos: a solução sustentável perfeita para o futuro da indústria da moda, pois ele reduz o impacto ambiental da indústria do couro animal.

 

PROJETO: Arthro Food (Colômbia)

Um empreendimento comprometido com a luta pela mitigação do aquecimento global, perda de biodiversidade, desmatamento, segurança alimentar e empoderamento das mulheres rurais através da produção de alimentos inovadores, ricos em proteínas, vitaminas e minerais, cujos principais ingredientes são os insetos.

Vários artigos científicos mostraram que a produção de insetos diminui significativamente o uso de recursos naturais como água, espaço, alimentos e emissões de gases de efeito estufa em relação às carnes vermelhas e brancas.

No último trimestre de 2019, juntamente com Colciencias e duas universidades colombianas, o desenvolvimento do modelo social começará a vincular a cadeia de valor às mulheres rurais, que também receberão treinamento em gastronomia para incorporar farinha de grilo nas dietas locais. E, assim, poderá se contribuir com os problemas de malnutrição dessas comunidades.

PROJETO: Fresh Water Solutions (Chile)

É uma iniciativa empresarial sustentável com impacto social que busca melhorar a qualidade de vida de milhões de pessoas, fornecendo água purificada do ar para comunidades e/ou residências localizadas em áreas que não possuem esse recurso básico ou que, se possuem, não é recomendado para o consumo. Para isso, é utilizada uma tecnologia que permite obter água purificada do ar, o que acelera o ciclo natural da água, que passa por um processo de filtragem, purificação e esterilização, conseguindo entre 5 e 30 litros de água por dia.

Para funcionar, o FreshWater precisa apenas de se conectar a uma fonte elétrica ou de se acoplar mediante uma fonte solar, sem a necessidade de ficar ligada a uma rede de água potável. A partir de um design simples, ele busca ser uma solução de última milha que permita a sustentabilidade pelo usuário final, sem ele depender de terceiros.

 

CATEGORIA ACCELERATE

 

PROJETO: Grow Pack (Argentina)

Foi arquitetado na base de dois conceitos básicos: economia circular e biomimética.

Lignina e celulose são os compostos orgânicos mais abundantes do planeta, presentes em todas as plantas. Tendo estudado sua funcionalidade na natureza, growPack desenvolveu um compósito lignocelulósico mediante o uso da biomassa descartada na indústria agrícola para fabricar elementos para uso diário e descarte em massa. Os primeiros produtos desenvolvidos pelo projeto são saladeiras, tigelas, pratos e diferentes tipos de recipientes descartáveis ​​de único uso para a indústria gastronômica.

A missão dessa iniciativa é encontrar aquelas matérias-primas que não só causam um custo operacional, às vezes alto, mas também que carregam um potencial risco ambiental. Dessa forma, eles transformam o que é um problema para uma das maiores indústrias da Argentina em uma solução para todos.

PROJETO: Gisens Biotech (Argentina)

O projeto descobriu uma maneira de associar o poder da nanotecnologia ao dos microprocessadores para desenvolver dispositivos portáteis e ultrassensíveis de diagnóstico para monitoramento de saúde de pacientes com condições de saúde em que o diagnóstico precoce ou o monitoramento em tempo real podem gerar uma mudança na sua qualidade de vida.

Essa tecnologia é baseada no uso das propriedades do nanografeno, junto com a incorporação de sistemas biológicos altamente específicos que resultam em plataformas sensoriais capazes de detectar pequenas alterações nas concentrações de biomarcadores, utilizando apenas uma gota de amostra. Juntamente com os biossensores, foi criado um dispositivo eletrônico capaz de decodificar as informações nele geradas e convertê-las em um resultado que pode ser enviado via bluetooth para ser facilmente lido e registrado por meio de um aplicativo móvel.

PROJETO: Ponce (Argentina)

Um serviço baseado em IoT (Internet das Coisas) orientado ao serviço de monitoramento de equipamentos de irrigação.

PROJETO: CAECUS Lab (Argentina)

Esta empresa de desenvolvimento de produtos inclusivos tem seu primeiro produto: Smart Glasess, que permite a integração de pessoas com deficiência visual em ambientes urbanos e aprimora suas capacidades. Melhora a autonomia, a confiança e dá segurança na hora de elas saírem à rua.

Dessa forma, o conceito de assistente presencial mudou para assistente remoto, sendo isso possível apenas através da tecnologia. Também ele é apresentado como uma excelente ferramenta que complementa o uso da bengala nas pessoas com deficiência visual.

PROJETO: Acqua Garden (Argentina)

Produção de folhas verdes isentas de agroquímicos em alta densidade e escala em centros urbanos com alta concentração demográfica. Para isso, foi desenvolvida uma tecnologia patenteável, que permite cultivar 90 kg de folhas verdes por metro quadrado por mês. Graças a essa tecnologia, o objetivo é abastecer o consumo de folhas verdes da cidade de Buenos Aires em um espaço semelhante ao do Shopping Abasto. Como a produção é local, diminuímos o tempo e o custo de distribuição/logística graças ao uso de sistemas de logística de economia colaborativa. Assim, o consumidor tem a possibilidade de receber um produto fresco e de qualidade a um preço competitivo.

 

CATEGORÍA PITCH

 

PROJETO: Sorui (Argentina)

Milhões de toneladas de resíduos plásticos poluentes são produzidos todo ano na Argentina. Grande parte desse número se deve ao uso de produtos descartáveis, ​​e um grande expoente nesse grupo são os copos plásticos descartáveis. Eles são usados ​​por apenas alguns minutos e depois se tornam obsoletos, levam centenas de anos para se decompor e acabam sendo poluentes perigosos.
Como solução para esse problema, surgiu a Sorui, que oferece a possibilidade de substituir copos plásticos descartáveis mediante o uso de máquinas de copos biodegradáveis ​​que servem todo tipo de bebida e se degradam naturalmente em menos de duas semanas. Essa iniciativa permite a produção de copos a partir de um material gerado com extratos de algas. Essas máquinas fabricam os copos de forma automática e funcionam como distribuidoras.

 

PROJETO: Bonefit (Argentina)

O projeto consiste em fabricar um osso artificial para dar resposta ao problema de perda óssea produto de traumatismos ou patologias. Ele é feito sob medida para cada paciente, modelado a partir de imagens tomográficas e materializado mediante uma impressora 3D. Essa fabricação é viável graças ao desenvolvimento de um filamento para impressão com características osteoindutivas, biocompatíveis e degradáveis, utilizado para imprimir a microarquitetura interna inteligente que favorece a angiogênese e garante a regeneração de grandes volumes ósseos com excelentes propriedades mecânicas. Note-se que, após algum tempo, o scaffold (osso impresso) será naturalmente reabsorvido pelo organismo.

PROJETO: Iwa Ingenieria (Colômbia)

No mundo, existem 1,3 bilhões de pessoas vivendo em completa escuridão, e na América Latina esse número é de 23 milhões.

O alvo do projeto é a instalação de iluminação através da energia renovável proveniente da fotossíntese das plantas. Essa tecnologia procura fechar a lacuna entre as áreas rurais e urbanas, usando seu ambiente para gerar energia. Esse dispositivo converte a energia química de solos e plantas em iluminação. Além disso, ele pode ser usado em qualquer cultura, vaso ou jardim e, assim, fornecer oxigênio, decoração e luz.

O compromisso de impactar positivamente inspirou o desenvolvimento de um modelo solidário, onde cada pessoa que paga pelo uso do sistema oferece a oportunidade a alguém sem recursos para recebê-lo de forma totalmente gratuita.

PROJETO: Editessolutions (Argentina)

O projeto apresenta novas tecnologias para proporcionar autonomia, bem-estar e melhor qualidade de vida às pessoas com deficiência.

PROJETO: Photio (Chile)

É um projeto que resolve o problema da poluição do ar e seus efeitos na saúde das pessoas. Utilizando como inspiração o processo de fotossíntese realizado pelas plantas, foi desenvolvida uma solução nanotecnológica que consiste na incorporação de um conjunto de nanopartículas às tintas ou ao asfalto que, na presença de radiação UV – ora de forma natural quando expostas à radiação solar, ora artificial por meio de estruturas projetadas para otimizar a coleta com lâmpadas UV – permitem descontaminar continuamente os gases emitidos por todo tipo de fontes nos níveis industrial e doméstico.

A tecnologia desenvolvida com base no processo de fotocatálise elimina eficientemente óxidos nitrosos, óxidos sulfurosos, monóxido de carbono, dióxido de carbono, compostos voláteis, e até material orgânico e bactérias do ambiente.